Episódio I-Capítulo1-Ato I: Chegada (Continuação)

CONTINUAÇÃO…

 

[Espaçoporto de Theed]

 

O resto do percurso até o espaçoporto foi tranquilo, e logo a comitiva Real chegou à plataforma onde um transporte com o emblema da República Galáctica havia acabado de pousar, e a rampa de descida estava sendo baixada naquele momento. Duas outras carruagens estavam à postos, prontas para transportar os recém-chegados, quando a carruagem real parou entre elas.

 

A pequena rampa de acesso se estendeu de imediato, e logo os dois guardas desceram do transporte, sendo seguidos por Pellaeon e Sullivan, Amidala, e finalmente Whiteridge e Naberrie. As cinco notaram ao que um grupo começou a descer a rampa da espaçonave, todos em trajes que os denunciavam de imediato como Cavaleiros Jedi. O grupo era misto, e em meio uma duzia de adultos, havia quase vinte adolescentes que pertenciam à mesma faixa etária de Brianna e Feh.

 

Grant seguiu à frente do grupo, juntamente com Wayne, Adams e Hol, todos eles abaixaram os capuzes, e Grant saudou a comitiva de boas-vindas:

 

  • Majestade – O Grão-mestre falou, curvando-se respeitosamente – Eu sou Ted Grant, da Ordem Jedi, e eu e minha milícia viemos aqui atender o pedido de assistência de Naboo.

  • Bem vindo, Mestre Grant, e bem-vindos a todos – Amidala falou, de forma graciosa – Em nome do meu povo, eu agradeço por sua assistência neste momento tão crítico.

O veterano virou-se, estendendo sua mão para os outros mestres, e falou:

 

  • Estes são Mestres Wayne e Adams, do Conselho Jedi, e esta é nossa estrategista, Mestra Hol. – Ted falou. – Nós estamos prontos à prover suporte as forças de seguranças de Naboo e garantir a segurança da população.

Helena apontou para Valéria, e falou:

 

  • Esta é Comandante Valéria Pellaeon, a nossa chefe de guarnição de Naboo, e que após a tragédia de Chommel, está atuando interinamente como líder das forças de segurança do Conglomerado. – Amidala informou.

  • É bom contar com o talento de um estrategista Jedi – Valéria falou – Minhas milícias estão sob grande estresse com as incursões da Federação nas semanas recentes.

Adams aproveitou o momento para se fazer ouvido:

 

  • Majestade, Eu fui apontado como Liason do conselho nesta missão, e é meu dever informar que nossa missão aqui é assegurar a segurança da capital, e a sua própria, dado o fato que milady é a líder do Conglomerado agora – Nathaniel falou – Mas nossa ação se limita à proteção. Nós não iremos lutar suas batalhas por vocês, ao que a disputa entre o Conglomerado Chommel e a Federação de Comércio ainda continua em tramites no Senado Galáctico.

Valéria e Chloe se olharam, mas antes que uma delas falasse algo, Helena respondeu:

 

  • Eu estou certo que a mera presença da Ordem Jedi em Naboo será o suficiente para desencorajar mais ataques de nossos adversários, Mestre Adams. – Amidala falou.

  • A Federação certamente irá pensar duas vezes em atacar o planeta depois que nós devolvermos os cruzadores deles em forma de sucata. – Jimmy Olsen falou, por trás do grupo.

De imediato os outros olharam para o Herói Sem Medo que começou a descer a rampa, com seu padawan seguindo logo atrás. Os outros padawans abriram caminho ao que o garoto-propaganda da Ordem Jedi desceu a rampa, se aproximando dos outros mestres.

 

  • Nosso papel aqui é garantir a segurança dos locais, não engajar em combate contra forças militares. – Nathaniel falou, com uma expressão severa.

Jimmy olhou para o Mestre Jedi de relance e falou:

 

  • Considerando-se que são as forças militares que estão atacando áreas civis, neutralizar a armada inimiga é a melhor forma de proteger a população. – Olsen falou, com a mesma expressão ousada, e o sorriso fácil que irritava seus críticos.

Antes que Adams pudesse falar alguma coisa mais, Ted se meteu, e falou:

 

  • Permitam-me apresentar-lhes Jimmy Olsen, um dos nossos mais talentosos Cavaleiros. – Grant falou.

  • É difícil não reconhecer O Herói Sem Medo, herói da pacificação de Kashyyyk, Kernus e Korriban… – Amidala falou – Seja bem vindo à Naboo, Mestre Olsen. Nós estamos honrados com sua presença.

  • A honra é minha de poder servir. – Olsen falou, se aproximando da comitiva Naboan.

  • Bem, eu acho que nós podemos seguir de volta para o palácio, afinal de contas, a viagem de vocês deve ter sido exaustiva. – Helena falou.

Grant acenou com a cabeça, e logo, os Jedi começaram a entrar nos transportes.

 

FIM DO ATO I

Anúncios

1 comentário

Arquivado em FW 2.0

Uma resposta para “Episódio I-Capítulo1-Ato I: Chegada (Continuação)

  1. Incredibly well written piece of writing…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s