E-I;C-3;Ato II-c

 

Episódio I

Capítulo 3

[Ato II-c]

#Holopedia Galáctica Online…Search Engine Ready#

[quadragésimo quinto dia do reinado da Imperatriz Amidala]

#NewsTicker: Estudo revela que Anomalias Espaciais estão mais frequentes nas Hiperlanes#

[Coruscant #Capital do Império Kryptonian-Coruscanti – Mais densamente populoso planeta da galáxia#– Tarde]

[Palácio Imperial]

  • Deixe-me ver se eu entendi isso direito… Valéria Pellaeon #Coruscanti; Guerreira de Elite, Estrategista Legendária# falou – Você quer que nós confiemos a segurança de dezenas de planetas a esta Legião..

  • L.E.G.I.A.O.Power Girl #Lois Feh Zor-L Naberrie; Naboan-Kryptonian; Poderes Super-Humanos na Presença do Sol Amarelo# falou – É uma sigla para Liga Extra Governamental Interestelar Adjuvante da Ordem.

  • Que seja. – A almirante falou – Você quer que o Império entregue a segurança de metade de nosso território à uma forma para-militar a qual nós nunca ouvimos falar e que nós nem sabemos se é capaz de manter a ordem de forma efetiva e competente?

  • Eu sugeri que vocês chequem o serviço deles, e considere isso uma possibilidade. – A Naboan falou – Afinal de contas, nós não temos muito mais opções viáveis, a não ser que alguém aqui tenha um exército escondido por ai.

Helena Amidala #Naboan; Política Legendária# olhou para o Executor Darth Warlock #Vynn Nuruodo Dox; Chiss-Zodian; Mestre da Força, Tenebrosidade, Intelecto Nível 12#, que ainda não havia se pronunciado efetivamente sobre o assunto, e para Brianna Whiteridge #Naboan; Força-Sensitiva, Elite de Segurança#, que estava obviamente esperando por ela, Helena. A Imperatriz pensou por um momento, e se dirigiu ao Sith:

  • O que você acha, Lorde Warlock? – Helena perguntou ao Executor.

  • Qualquer opção que soe viável merece ser considerada, minha Imperatriz. – O Sith respondeu.

  • E você, Almirante, o que você acha? – A Imperatriz perguntou a sua liason militar.

  • Ainda que eu não goste, eu tenho de concordar com o Executor. – Pellaeon falou – A situação com os Conselho de Krypton vai se tornar insustentável em pouco tempo e nós precisamos garantir a segurança dos cidadãos.

  • Eu concordo com Valéria, Majestade Rocket Red II #Josefa Mikoyan Tiik; Twi’Lek; super-engenharia, traje de combate ultra-avançado# falou – Ainda que os heróis do Império possam fazem frente a uma levante do conselho, nós não podemos combater o Blue Shard.

  • Agora, eu conselho a verificar exatamente quem esse tal Darth Revan é antes de entrar em acordo com essa L.E.G.I.A.O.Wonder Girl #Tamires Troy Darklighter; Amazona-Tatooinean; super-poderes místicos# falou, olhando diretamente para o Executor com despeito – Um Sith bonzinho é uma raridade, dois é praticamente uma agulha num palheiro…

  • Exatamente, Darklighter. – Warlock respondeu – Então vamos ver se este Revan é a raridade.

Brianna levou a mão a face ao que ele notou a Amazona encarando o Sith, que não recuou:

  • Você é muito cínico mesmo! – Wonder Girl falou

O Sith a ignorou completamente, para irritação ainda maior da Tatooinean, dirigindo-se à Power Girl:

  • O quão rápido você pode entrar em contato com Revan? – Ele perguntou.

  • Rápido. – Ela respondeu, sem dar mais detalhes.

  • Então por favor o faça. – Ele a pediu – Eu irei atrasar em um dia minha ida a Kuat para esperar por eles.

  • Eu irei fazer isso. – Ela lhe respondeu.

O Sith se virou para a Imperatriz e falou:

  • Majestade, eu irei me retirar agora para organizar minha força-tarefa. – O Sith falou

  • Pode ir, Executor. Nós todos vamos esperar o contato da L.E.G.I.A.O. – Helena falou.

  • Almirante, você vem comigo? – O Executor perguntou.

  • Sim, eu vou. Majestade, senhoras. – Valéria falou, e acenando a cabeça, virou-se e marchou.

A Almirante e o Executor deixaram a sala, o Sith trocando um último olhar com Power Girl, e Rocket Red então falou:

  • Eu e Wonder Girl temos de voltar à Torre da Cavalaria. – A Soviete falou. Se Vossa Majestade precisar de nós, é só chamar.

  • Obrigada, Josefa, Tamires. – Amidala falou.

  • Nós nos vemos depois, Feh. – Wonder Girl falou.

Power Girl acenou com a cabeça, ao que as duas super-heroínas deixaram a sala. Brianna olhou para a Imperatriz, e notando o gesto discreto dela, se levantou e se afastou, deixando Helena e Feh a sós com Carol Isaard #Tatooinean Tusken; Forca-Sensitiva, Estrategista de Elite, Assassina de Elite#:

  • Feh, eu tenho uma missão para você. – Helena falou, num tom mais sério

  • Missão? – A Naboan perguntou.

  • Sim, missão. – A Imperatriz confirmou – A shuttle que você e Sir Allan pararam essa manhã esteve no Setor Industrial Mon Calamari duas semanas antes. Os Agentes do Checkmate #Agência de Inteligência do Império# estabeleceram um link entre o gerador que causou o seu acidente com uma das fábricas daquele setor.

  • Então, a Aliança pode estar por trás desses desastres? – Feh perguntou.

  • Ou pelo menos alguns indivíduos perigosos na Aliança.. – Amidala respondeu.

A heroína considerou as palavras de sua prima por um momento, e falou:

  • Muito bem. O que você quer que eu faça? – Ela perguntou.

Helena então olhou para Carol, e lhe deu um aceno de cabeça. A Tusken então falou:

  • Eu irei me infiltrar na fábrica e criarei uma distração. – Isaard falou – Você aproveita para fazer uma sondagem de toda a instalação.

  • Eu vou ter que fazer dupla com ela? – Feh perguntou a sua prima.

  • Carol é a melhor espiã que nós temos. – Helena respondeu.

  • Eu entendo seu desconforto comigo… – Carol começou a falar, mas foi interrompida:

  • No dia que eu botar um par de chifres em você com o seu namorado, ai você vai poder entender meu desconforto. – Feh disse, com uma certa agressividade.

Helena olhou para sua prima, que apesar de estar irritada, respirou fundo, duas vezes, e falou:

  • Ok. Vamos. – Power Girl falou.

[The Works – algum tempo depois]

A viagem do Palácio até o Setor industrial estava sendo uma das mais quietas que Carol já tinha feito… O desconforto de Power Girl de ser colocada para trabalhar com uma das amantes de seu quase-ex-namorado era claro, uma vez que ela estava voando calada ao lado da Tusken, que estava pilotando uma speedbike até o alvo.

  • Nós estamos chegando perto. – Isaard falou – Eu estou recebendo leituras estranhas nos sensores. Eles devem estar usando campos de interferência.

  • Eu tenho certeza disso. – Power Girl falou – Eu já vi alguns guardas muito bem armados mais a frente.

  • Então vamos descer aqui e prosseguir por baixo – Isaard falou.

As duas mulheres deixaram as hyperlanes, descendo por trás de uma série de torres… Carol manobrou o veículo, entrando por um dos túneis de acesso, e Feh seguiu logo atrás dela, não muito satisfeita em estar novamente nos sub-níveis daquele lugar. A Tusken desacelerou ao que o caminho se tornou mais tortuoso, e ela pôde notar o olhar tenso da super-heroína.

  • Foi por aqui, não foi? – Carol perguntou – Foi por aqui que você quase morreu.

  • Não… foi aqui que eu morri – Feh respondeu – E voltei a viver. Como você sabe disso?

  • Eu sei… – Carol disse, parando um segundo antes de se trair, e após pensar em uma desculpa, ela falou – Por que Pateesa me contou. Ele quis encontrar os responsáveis e veio a mim.

A desculpa foi convincente o suficiente, e Power Girl deixou em paz o assunto:

  • Por que você chama Vynn de Pateesa? – Power Girl perguntou.

  • Pateesa é um termo carinhoso na minha língua nativa. – Isaard respondeu. – Mas eu não o uso na presença de outros.

  • Somente quando você morreu. – A Naboan comentou.

  • E quando eu voltei a viver. – A Tusken acrescentou..

Feh não falou, mas naquele momento ela lembrou um detalhe que ela preferia ignorar a maior parte do tempo: Assim como ela, a Sacerdotisa CHLOIS havia se sacrificado para salvar o Sith, e assim como Naboan, a Tusken havia sido trazida de volta por Darth Warlock. Era mais fácil odiar a mulher com a qual o homem que ela amava a havia traído do que odiar uma mulher que havia sacrificado como ela havia sacrificado…

  • Nós estamos chegando. – Isaard disse, tirando-a de seus pensamentos.

A sacerdotisa pousou o veículo e Power Girl pousou ao lado dela. Carol desceu do speeder e caminhou até o compartimento traseiro.

  • Qual é o plano? – Feh perguntou.

Ela viu a sacerdotisa retirar seu robe, revelando uma malha colante cinzenta, e que atenuava o fato de que ela estava em muita boa forma.

  • O plano é simples; eu e infiltro e crio caos, e você aproveita a distração para tirar o mainframe da instalação. – a Tusken falou, enrolando seus cabelos num coque e prendendo-os com um par de alfinetes de cabelo …

  • Todo o computador? – A super-heroína perguntou, ao que ela observou Isaard colocar um colete de combate #TheGunman: IronWorks duranium-ceramic light tactical vest – Equipamento padrão da Guarda Axxillan#.

  • Exatamente. Eles não lhe chamam de Power Girl por causa dos seus olhos azuis. – Carol disse, com um certo sarcasmo, ao que ela checou o pente de sua pistola #TheGunman: Waynetech PPK 9mm tactical pistol, supressor de som e recuo, scope tático, interface S-1 – Equipamento Padrão dos Endoguardas Luthor# , e a colocou no coldre da perna.

  • Mas se eu arrancar a coisa toda não vai danificar? – Feh perguntou, olhando curiosa e levemente preocupada ao que Isaard pegou um rifle de assalto #TheGunman: Nigmatech MP-55 15mm assault rifle & Grenade Launcher, supressor de som e recuo, interface S-1 – Equipamento padrão da infantaria Alderanian# e um rifle tático #TheGunman: MARK VIII Hitman 50mm tactical Sniper Rifle, supressor de som e recuo, multi-vision telescopic scope, interface S-1 – Capaz de atravessar placas de metal de 35cm a 2000 metros de distância#Você vai para uma guerra por acaso?

  • Nem todas nós temos visão de calor e super-força. – Carol falou, uma mochila de combate #TheGunman: IronWorks duranium-ceramic light tactical backpack, alimentador automático de munição# e colocando munição, granadas termais, flashbangs e cargas sísmicas. – E não, a memória central é a prova de choque. Checkmate vai ser capaz de escanear o que quer que eles tenham lá.

A sacerdotisa terminou de se armar, pegando um visor multi-espectral. Ela colocou o visor, e pegou dois holocomms, entregando um deles a Naboan:

  • Estes comunicadores usam o sistema de serviço do Works, nós podemos nos comunicar em mensagens curtas – a Tusken falou.

  • Muito bem. – Power Girl falou, colocando o comunicador no cinto – Eu vou estar na ionosfera, aguardando pelo seu sinal.

A Tusken acenou positivamente com a cabeça, e caminhou na direção de um dos túneis de acesso…

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em FW 1.0

2 Respostas para “E-I;C-3;Ato II-c

  1. Srtª Lois - Feh

    Fazer dupla com carol não foi mesmo uma boa idéia da imperatriz!Mas a parte dela se armando me espantou mesmo. E foi engraçado! Ia pra uma guerra mesmo!

  2. Adrielli

    o.o qq isso.. nunca vih tanta arma hauahuhaua….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s