E-I;C-2;Ato IV-h

 

[Ato IV-h]

[Coruscant – Torre da Cavalaria – Tarde da Noite]

Após os eventos dolorosos na Mesquita CHLOIS, Ellen Luthor (Darth Lumiya) retornou para seus aposentos na Torre da Cavalaria Imperial. Ela estava grata de ter o seu dispositivo de Cloak funcionando, ao que ela não precisou interagir com ninguém e mostrar o inchaço em seu rosto, que apesar de estar muito melhor do que estava horas antes, ainda estava marcado. Ela tomou um longo banho, para descansar seu corpo dolorido, e foi direto para a cama. Quase por volta da meia-noite ela acordou, notando a presença de seu mestre em seus aposentos. Vynn Nuruodo Dox (Darth Warlock) fechou as janelas com um gesto da Força, ao que Ellen sentou-se na cama, ligando um abajur com um gesto da Força.

  • Mestre… – Ellen falou, ainda com voz de sono.

  • Eu só vim checar como você está. – Ele respondeu.

  • Dolorida, e com o rosto meio inchado, mas nada mais grave. – Ela respondeu, bocejando.

O Sith sentou-se ao lado dela na cama, e a olhou mais criticamente.

  • Eu não pretendia lhe acertar com tanta força, Lumiya. – Ele falou, e ela sabia que isso seria o mais próximo que ele chegaria de um pedido de desculpas.

  • Milorde tinha de manter as aparências, ou Mary e Carol podiam desconfiar. – A Luthor respondeu.

  • Krayth e o orgulho imbecil dela estavam sendo um obstáculo em meus planos. – Dox falou – Eu espero que a nossa encenação de hoje tenha servido para desencorajar mais rompantes de rebeldia por parte dela.

Ellen se espriguiçou e falou:

  • Ela arrancaria seu coração e o queimaria em brasas se ela pudesse, mas ela vai obedecê-lo. – A Sith disse – Mantenha Rainha Sullivan em uma posição de poder, especialmente, acima de Lois Lane-Kent, e ela e os CHLOISers em geral irão se manter contentes.

Dox respirou fundo, levemente contrariado, e falou:

  • O único motivo pelo qual eu não me livrei dela é por causa de você e de Isaard. – O Executor falou – Mas eu espero que Amidala não tenha mas que temer por um fio do cabelo dela que seja, ou Mary Krayth terá mais uma amostra do por que eu não devo ser contrariado.

  • A Imperatriz está segura. – Ellen falou – Já Mestre Olsen, eu não sei se nós três juntas podemos conter todos os fanáticos.

  • A menos que Darkseid tenha se tornado um CHLOISer, eu não tenho que me preocupar com Mestre Jimmy. – Dox falou.

Ele retirou sua luva, tocando em seguida a face de Ellen, usou a Força, causando uma leve queimação, e curando o inchaço dela completamente. Antes que ele tirasse sua mão, Ellen levou sua mão a dele, fechando os olhos e deixando a pele ébano de seu Mestre lhe tocar, e levou uma mão ao rosto dele.

  • Obrigada, Mestre. – Lumiya falou

Ela estirou-se, aproximando-se dele e dando uma bitoca nos lábios do Chiss, que correspondeu beijando a fronte dela, de forma paternal. Ele a deixou, e uma vez mais beijou a fronte dela, falou:

  • Tenha uma boa noite, e uma boa viagem, minha Aprendiz – Warlock falou – E dê minhas lembranças à seu Consorte.

  • Eu não sei se ele vai receber isso de bom grado. – Lumiya falou – Lex é temperamental.

  • Mas ele também é um Luthor, e inteligente o suficiente para saber que é melhor me ter como um aliado que como um inimigo. – O Executor falou, com um sorriso canalha. – Afinal de contas, eu sou a única coisa entre ele e 150.000 Guerreiros de Zod anciosos por extrair vingança.

Ellen sorriu de volta, e virando-se para o lado, ela se cobriu e falou:

  • Boa noite, Milorde. – A Aprendiz falou.

O Chiss não respondeu em palavras, saindo dos aposentos de sua Aprendiz. Ele caminhou em silêncio pelo corredor vazio, com a luz parca que o sistema automático colocava para aquela hora da noite dando um ar quase noir ao Quartel General da Cavalaria. O Executor continuou caminhando, mas não na direção de seus aposentos. Ele havia checado a lista dos Cavaleiros de plantão, e sabia exatamente quais eram os cavaleiros que estavam na Torre, e mais importante, os que não estavam…

O Sith seguiu na direção da Ala Noroeste, aproximando-se de um turbolift, que se abriu, revelando Allan Al-Lugger, que não estava vestindo sua armadura. O Cavaleiro das Trevas notou o Lorde Negro da Força, que entrou no Turbolift sem falar nada. Allan notou o andar selecionado pelo Sith, e ele sabia bem onde ele estava indo. Não havia nada que o Axxillan gostaria de fazer mais do que avisar seu amigo por onde o sith andava na ausência dele, mas Allan tinha um segredo sinistro ele mesmo, o qual o Sith obviamente sabia, e os dois terminaram por manter aquele pacto silencioso, onde eles se ignoravam e fingiam não um ao outro ao que cada um deles seguia para aposentos e camas que não eram as suas.

  • Bom trabalho despachando aqueles assassinos. – Al-Lugger disse, tentando ser civil.

  • Eles nunca deveriam ter chegado tão perto da Imperatriz. – Dox respondeu. – Felizmente você e Windu estavam lá.

  • Então, você está realmente indo para o Mid-Rim para apaziguar os revoltosos? – Al-Lugger perguntou

  • Alguém tem que consertar a besteira que mais um Governador Arrogante do Conselho Kryptonian fez. – Dox respondeu, não muito satisfeito – Infelizmente, esta tarefa tem recaido sobre mim mais e mais vezes.

Allan não teve resposta para isso. Desde que Superman deixou o trono, que os Governadores Kryptonians do Império estavam metendo os pés pelas mãos, e a Imprensa já havia colocado em dúvida a utilidade de se ter Governadores noemados por tradição e casta e não por currículo. O Turbolift parou, e ao que a porta se abriu, Dox olhou de relançe para o Axxillan e falou:

  • Boa noite, Al-Lugger, você e a Amazona. – Dox falou, com a sombra de um sorriso canalha, ao que ele relembrou uma vez mais que ele sabia o podre do Morcego.

  • O Mesmo para você e a Soviete. – Al-lugger respondeu na mesma moeda, adicionando – E que Giotom não chegue tão cedo.

  • Ele não vai. – O Sith falou, com convicção, deixando implícito que ele havia feito certo que o Mestre da Cavalaria iria passar a noite longe de Coruscant.

Al-Lugger deu um sorriso polido, ao que a porta do turbolift se fechou, mas o Sith sabia que ele não estava nem um pouco satisfeito com aquela situação..

‘Mas enquanto ele continuar um covarde como Wayne e não assumir Tamires abertamente, eu não tenho nada com que me preocupar’ O Sith pensou, satisfeito. Ele se aproximou do seu destino, e com um gesto da Força, ele abriu a porta dos aposentos, entrando sem cerimônia. O Chiss olhou satisfeito ao encontrar suas presa adormecida em sua cama, bela e deliciosa como de costume. Darth Warlock aproximou-se da cama, deixando que ela sentissse sua presença apenas ao que ele sentou-se à cama dela. Josefa Tiik acordou de mediato sentindo a presença do Sith em seu quarto, e se levantou de supetão, mas antes que ela pudesse falar alguma coisa, os braços do Chiss a envolveram beijando-a de forma voráz. A Twi’Lek tentou se desvencilhar por alguns segundos, mas temrinou correspondendo o beijo, até que ele se desse por satisfeito, e separasse seus lábios do dela, ao que ela olhou nos olhos dele e falou:

  • Gio pode voltar a.. – Josefa falou, mas foi calada com um dedo do Sith entre seus lábios:

  • Windu está em Empress Theta e vai ficar lá a noite inteira. – Dox falou, com uma expressão canalha – Como foi o seu dia?

Josefa respirou fundo, sabendo que qualquer argumentação a essa altura era perda de tempo. Ela se ajoelhou na cama, ajudando o Sith a retirar sua armadura, e falou:

  • Bem menos agitado que o seu, eu soube. – A Twil’Lek soviete falou.

  • Eu e Whiteridge vamos ter uma conversinha sobre segurança quando eu voltar. – O Chiss falou.

  • Ela passou de chefe de segurança de um Kryptonian para uma Naboan, Vynn. – Josefa falou – Dê um desconto à ela.

  • Zefa, Zefa, sempre a mãe de todos – Dox falou. – Eles deviam lhe canonizar por sua condutra exemplar.

  • Bela conduta, deixando um dos meus enteados na minha cama. – A Soviete falou, irônica.

O Sith sorriu de forma sinistra, e atacou o pescoço dela com beijos e chupões, sussurando em seguida no ouvido dela:

  • Mas um taboo incestuoso é sempre mais gostoso – Ele falou, num tom sacana – Além do que, é uma questão de honra, você dar o troco em Windu.

Ela abraçou o Sith, retirando a jaqueta dele e falou:

  • Nós dois darmos o troco nele, você quer dizer. Não pense que eu não sei que você só se aproximou de mim para se vingar dele. – Ela falou… – Não que isso me incomode. Se Gio quisesse exclusividade, ele teria se mantido longe do leito das outras.

  • Isso foi verdade da primeira vez, mas a essa altura, Ricardito é a última coisa na minha mente enquanto eu estou alisando seus Lekkus e beijando sua pele. – O Sith falou, de forma maliciosa, fazendo exatamente o que ele descrevia.

  • É melhor mesmo. – A Twi’Lek disse – Que você pense em outra mulher, ou mulheres, quando estiver comigo, eu não me importo, mas pensar em homem já é demais.

  • E quem disse que você não tem um Lado Negro também? – Dox falou, com um sorriso.

Tiik o olhou por um segundo, de forma crítica, e falou:

  • Chega de conversa. – Josefa falou – Deite-se e durma. Eu tenho um dia cheio amanhã.

  • Sim senhora, Milady. – Dox respondeu, deitando-se do outro lado da cama.

Ele virou-se de costas para a Twi’Lek, que o abraçou, deixando seus Lekkus tocando a nuca dele, ao que os dois realmente foram dormir.

FIM DO ATO IV

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em FW 1.0

4 Respostas para “E-I;C-2;Ato IV-h

  1. Srtª Lois - Feh

    Poooobre Srtª Lois! :oCoitadinha Vinnie, esse Lord Negro está fazendo a festa em Coruscant! ahahahahahahahahah!!! :)Mas até Josefa?!?!Essa rixa entre Dox e Gio ia mesmo acabar nisso!

  2. Julia

    Vou comentar aqui também!Quantas coisas diferentes, muitos complôs, e tudo ficando cada vez melhor.

  3. Vinnie

    No Proximo ato a estranha psique do Lorde Sith, suas motivacoes, seus planos e o que aconteceu duas semanas atras serah explicado.

  4. Helena

    Eita que Vynn tá danadinho! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkAguardando ansiosamente esse novo ato! 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s