E-I;C-2;Ato III-f

 

[Ato III-f]

[Planeta Yoben – Manhã]

No Catamarã, Diana Troy, a Princesa Amazona conhecida como Wonder Woman estava completamente desligada do mundo, repousando de tal forma que ela mal notou a agitação que havia ocorrido minutos antes, e foi somente quando ela sentiu um corpo bem mais pesado que o das Jedis que estavam lá antes se deitar ao seu lado, que ela de fato despertou. Ela retirou os protetores oculares que ela estava usando, e viu ao seu lado Igor Katarn, com um sorriso que por sí só, fez o coração dela bater mais forte.

  • Igor? – Diana falou, surpresa, mas grata.

  • Diana… – Katarn respondeu.

Troy olhou ao redor, notando que eles estavam sozinhos no barco.

  • Onde está todo mundo? – A Princesa perguntou.

  • Roma, Lana e Dimitri foram nadar ao redor do atol, Lais saiu correndo atrás de Thiago, e se ela não o esganou, eles devem estar nadando por ai… – O Jedi falou.

Diana olhou para os lados, com um sorriso condescendente de quem sabia que os dois haviam sido deixados sozinhos propositalmente. Ela virou-se para o kuatian e falou:

  • Bem, Mestre Katarn… – Diana falou, com um sorriso malicioso – Parece que somos só nos dois aqui agora. Eu me pergunto o que nós podemos fazer?

Igor não respondeu com palavras, ele inclinou-se, levando um braço a cintura dela, e a deitando de volta na cama de sol, beijando-a. Ela instintivamenta elevou sua mão à nuca dele, como ela adorava fazer, e ele aproximou seu corpo do dela, parcialmente deitando-se inclinado…

  • Ótima sugestão… – Ela sussurou, num intervalo entre os beijos…

Ela o beijou de novo, puxando-o para cima dela, ao que ela mordeu o lábio inferior dele. Ela abriu de leve as pernas, deixando que ele acomodasse um joelho entre as pernas, garantindo assim que ele tivesse algum suporte e não a esmagasse com o peso do seu corpo. Os beijos simples logo deram lugar a carícias mais ousadas, ao que Os lábios dele deixaram os dela para explorar o pescoço exposto, entre as poucas mechas negras do cabelo dela que estavam no caminho. Ela deu um suspiro, com os olhos fechados, sentindo os lábios quentes e a língua dele tocar sua pele, e levou suas mãos as costas dele, cravando suas unhas de leve na pele bronzeada do Jedi.

  • Ahhh… – Diana gemeu – Que delícia, Iguinho….

Katarn levantou a cabeça, olhando para ela, com desejo no olhar…

  • Fala meu nome… – Ele pediu

  • Igor… Igor… – Ela respondeu sem pensar, e com um sorriso no rosto…

Ele voltou a atacar com dedicação redobrada, ao que suas mãos na cintura dela subiram…

  • Ahhhh… Igor… – A Amazona gemeu novamente… – Meu Igor…

  • Só seu, Di – Ele sussurou no ouvido dela, antes de mordiscar a orelha…

A Amazona sorriu, de olhos fechados, com um sorriso de orelha a orelha, o abraçou forte…

  • Só Meu… Todinho meu…. – Ela sussurou.

Ela sentiu o calor dele, e sentiu roçar em sua perna as partes sensíveis dele, que demonstravam que ele, assim como ela estava realmente excitado, e isso a assustou… Por mais que ela amasse e o desejasse, ela tinha um senso moral estrito, e por mais que sua mente estivesse em parafuso com as carícias fenomenais, ela não podia deixar seus impulsos, ou os dele, afetarem o julgamento dela…

  • Igor… – ela o chamou, num tom carinhoso, soando como sinfonia aos ouvidos dele…

O Jedi começou a descer seus beijos pelo pescoço, acidentalmente roçando seus lábios no decote dela…

  • Ahhh… I-Igor… – Ela implorou, praticamente sem forças para nega-lo…

Os lábios e a língua dele seguiram pela borda do bikini, de forma carinhosa, ao que seu braço nas costas dela a levantou um pouco,fazendo-a arquear deixando ainda mais exposto o busto… Antes que ela perdesse completamente o controle, ela o puxou para cima com as duas mãos, fazendo deitar-se sobre ela, mas trazendo sua cabeça até ela…

  • Nós…. n-não podemos… – Diana falou, quase sem voz ou fôlego…

Katarn não precisou pedir mais explicações… ele entendeu perfeitamente o que ela estava insinuando, e tratou de acalma-la:

  • Eu nunca tomaria vantagem de você, Di. – Ele a disse, dando breves beijos nela.

Igor saiu de cima dela, ficando de lado (uma vez que ele agora estava ciente de sua posição contrangedora e comprometedora) e acariciando as mechas do cabelo dela ele lhe deu vários beijos e a assegurou:

  • Nunca, nem em mil anos, eu faria algo para lhe desonrar e lhe fazer mal. – Igor falou. – Eu te amo mais que minha vida. E ainda que eu não possa me controlar totalmente, eu jamais passaria dos limites…

  • Obrigada, Igor… – Diana falou, beijando-o novamente – Obrigada, por me amar, e se controlar…

Ele lhe deu um sorriso sentindo uma certa dor vinda de suas partes baixas, ele falou:

  • Eu acho que vou tomar uma ducha fria… – Katarn falou, levemente constrangido.

  • Você e eu…nós dois precisamos nos esfriar… – Troy respondeu…

Ela levantou-se, e pegou a mão dele. Igor a beijou uma vez mais, de leve, e ela o conduziu para dentro da embarcação…

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em FW 1.0

2 Respostas para “E-I;C-2;Ato III-f

  1. Igor

    Morri! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkEsse Igor é o cara. Hahahahaha

  2. Vinnie

    Se não morreu dessa vez pode dar um certificado ISO 9000 pro coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s