E-I;C-2;Ato III-e

 

[Ato III-e]

[Yoben – Manhã]

Longe do Barco, Thiago Solo continuava fugindo de sua perseguidora e colega Jedi, Lais Tachi. Para os dois Jedis, nadar com a ajuda da Força era uma tarefa fácil, ao que eles podiam emular os movimentos dos animais aquáticos, como eles estavam fazendo agora, saltando e mergulhando na água, nadando em alta velocidade:

  • Você não pode fugir para sempre, Solo!! – Lais bradou.

  • Eu não preciso fugir pra sempre – Thiago devolveu – Somente até que você perca seu fôlego.

Ele viu Lais bufar de raiva continuou a nadar, rindo de se matar… O Corellian saltou por cima de um coral de recifes, e a Alderanian tentou imitar o feito, sem o mesmo sucesso. Ela esbarrou no coral, que cortou sua perna…

  • AAAiiihhh! – Lais gritou, caindo na água sem jeito…

Thiago parou de sorrir, ao que viu o acidente… ele esperou alguns segundos, e ao que ela não retornou a superfície, ele tomou ar e mergulhou sem hesitação… Ele não demorou muito para acha-la, tentando retirar um pedaço de Coral que penetrou a sua perna.. Lais estava em pânico, e sem fôlego, quando ela sentiu a mão de Solo a segurar… Ele passou uma mão pela cintura dela, trazendo-a para junto dele, e com a outra mão tapou o nariz dela, levando sua boca a da Jedi.

A Sensação de sentir o seu corpo colado no do Corellian e o gosto do beijo dele não pasou desapercebido de Tachi, ao que ele passou ar de seus pulmões para o dela…Ele afastou seus lábios do dela, destanpando o nariz dela, e fez um gesto para a perna dela… Lais não precisou da Força para entender. Ela fechou os olhos e agarrou nos ombros de Solo ao que ele segurou o pedaço de Coral na perna dela, e puxou… Ele viu os olhos arregalados dela, e pôde discernir na água as lágrimas dela se diluindo… Sem perder tempo, ele rasgou fora a parte de cima de sua toga, usando a tira como torniquete para estancar o sangue…. Fazendo tudo rapidamente, ele então a segurou nos braços e nadou rapidamente na direção da superfície.

Solo e Tachi sairam da água num pulo, ao que o Mestre Jedi usou a Força para planar na direção de uma das práias do atol. Ele pousou, de forma meio drástica, rolando com Tachi na água rasa, mas sem a largar. Levantando-se uma vez mais, ele a levou até a areia fofa e branquinha, e a sentou lá…. Ele viu ao que ela estava ainda tossindo água que ela havia engolido, e rapidamente a inspecionou, em busca de mais ferimentos…

  • Calma, Calma… – Ele falou, colocando uma mão nas costas dela ao que ela se virou pro lado e vomitou…

Solo esperou pacientemente, tirando as mechas de cabelo loiro curto dela, enquanto ela recuperava o fôlego. Uma vez que ele viu que ela estava melhor, ele a moveu para longe do que ela tinha acabado de expelir, e a deitou, desta vez na grama fina…. Lais fêz menção de se sentar, mas ele não a deixou, com uma mão em seu ombro:

  • Você perdeu sangue. Descanse – Thiago falou.

Tachi não sabia se era a situação ou a maneira atípica com a qual ele a estava tratando, ou se ela inda estava sob o efeito do momento, mas ela não protestou…. Solo então retirou o torniquete, e examinou o ferimento, que era profundo. Ele virou-se para ela e falou:

  • Ainda está sangrando. Eu vou usar uma técnica de cura. – Ele disse, de forma branda – você pode sentir uma ardência grande.

  • Eu sei… – Ela lhe falou.

Thiago tomou as duas mãos dela na sua, enquanto com a outra mão, ele colocou em cima do ferimento, se concentrando. Solo era um mestre da academia, mas antes de se tornar cavaleiro, ele fazia parte da divisão Médica do Templo Jedi, e ele sempre foi reconhecido como um curandeiro sua mão começou a emitir um brilho, que se mistrurou ao ferimento. De imediato, Lais sentiu o ardor que ela sabia que viria, e mordeu o lábio, fechando os olhos e apertando a mão do Corellian.

  • Tá doendo… – Ela falou, com uma voz chorosa, entre grunhidos…

  • Eu já estou quase terminando. – Ele a respondeu, com um tom cheio de cuidado.

Ele viu as lágrimas rolarem pelo rosto da Alderanian, e concentrou-se com mais determinação, terminando o procedimento. Ao que a luz cessou, ele retirou sua mão da perna de Tachi, revelando a pele intacta e sem cicatriz (mais um sinal de sua competência no campo), e ele a puxou para si, recostando a cabeça dela no seu peito.

  • Pronto, pronto… – Ele falou. – Você está novinha em folha…

Lais não falou nada por um momento, deixando-se sentir o calor emanando da pele dele. Thiago esperou que ela falasse algo, mas ao que a Cavaleira continuou em silêncio, e ele ainda se sentia culpado, ele falou:

  • Perdão, Tachi. – Thiago disse – Eu não queria que você se ferisse. Eu passei dos limites.

Com o rosto escondido contra a pele do Corellian, Lais sorriu, e falou:

  • Sim, você passou – Ela disse – Mas eu também passei, sendo tão respondona e mal-criada.

  • Faz parte do seu charme, garota. – Solo respondeu. – Eu não mudaria como você é por nada nesse mundo.

Aquilo foi tudo que Lais conseguiu ouvir sem tomar uma atitude. Antes que o Mestre Jedi pudesse sequer reagir, ela levantou sua cabeça, levou uma mão à nuca dele e o beijou. Thiago ainda olhou surpreso para os olhos fechados da Jedi que lhe beijava, e decidiu agir em seus impulsos, beijando-a de volta. A mão dele moveu de segurar a mão dela para as costas da Alderanian ao que ele carinhosamente a deitou na relva, sem parar de beija-la…

Uma vez deitada, Lais rolou o Corellian, e antes que ele pudesse protestar, passou suas pernas sobre ele, ficando por cima e tomando controle…

  • L-Lais… – Ele falou, meio sem fôlego…

  • Cale-se… – Ela lhe ordenou, beijando-o novamente…

Thiago agora estava dividido, entre deixar a bela Alderanian continuar com os amassos, ou afastar-se dela antes que ele ficasse aceso… Tarde Demais, ele pensou, sentindo suas partes sensíveis claramente despertas, e mais ainda, estratégicamente posicionada abaixo de Tachi, que sem sombra de dúvida, havia notado o volume que não estava lá antes…. Ela afastou seu rosto do dele por um momento, e com o sorriso mais belo e malicioso que Solo já teve o privilégio de ver, ela falou:

  • Ora, ora, Mestre Solo – Tachi disse, num tom sexy – Isso é seu sabre de luz ou você está feliz em me beijar?

  • L-Lais, por favor… – Thiago falou, usando de toda sua força de vontade para não ir ainda mais fundo em seus impulsos.

Ela encostou seu rosto no dele, e murmurou no ouvido dele:

  • Deixa eu ver se o calor de seu corpo é maior sem a roupa… – Ela falou, para choque dele.

Ela sorriu, em ver a expressão chocada e surpresa do Corellian, e por isso que ele agiu tarde demais em reagir ao que ela arrancou o Kilt dele, e de forma sobre-humana, deu um salto acrobático, indo parar longe, na água, levando a única peça de vestimenta restante dele… Thiago imediatamente se sentou, pegando os restos da toga para cobrir suas partes visíveis, ao que Lais falou alto:

  • Você estava certo, Solo – Tachi falou, com um tom completamente sacana – Definitivamente eu não preciso de lente de aumento para ver seus atributos. Te vejo de volta no barco…

  • Lais!!! – Thiago gritou, ao vê-la começar a nadar…

Ele olhou ao redor, buscando, sem sucesso, algo, nem que fosse uma folha de bananeira, para lhe cobrir, e vendo ela cada vez mais longe, ele gritou:

  • Tachi, você me paga!!! – Solo gritou, antes de pular na água, como veio ao mundo, atrás dela.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em FW 1.0

2 Respostas para “E-I;C-2;Ato III-e

  1. Igor

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! Muito bom.

  2. Helena

    Eita thiago! kkkkkkkkkkkkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s