E-I;C-2;Ato II-a

 

[Ato II-a]

[Centro de Detenção 15]

Mary Krayth se amaldiçoou por se deixar ser pega de forma tão fácil. A experiência de sentir Guilherme Exxar’Khun atravéz da Força havia mechido com ela mais do que ela podia imaginar… Krayth só esperava que ela pudesse se recompor antes que Ellen ou Carol, pudessem notar, mas, dado o fato de que Ellen estava agarrada à Lex e que Carol havia partido com os dois Zodians, decidida a derramar sangue, e que ela estava liderando um dos grupos de assaulto ao Centro 15, ela não precisava se preocupar em disfarçar. Com seu Sabre de Luz em punho, a lâmina de luz violeta formada, e rebatendo disparos ao que ela avançava…

  • Mantenham a Linha!!! – Krayth gritou – por CHLOIS, e pelo Império!!!

Os guardas sob seu comando, em sua maioria Chloisers, reagiram as palavras da Profetiza, avançando em meio ao fogo inimigo, ao que sua líder usou a Força para liberar uma onda de choque contra um tanque que estava disparando contra suas forças, destruíndo o veículo sem misericórdia.

Ellen Luthor estava feliz uma vez mais…. Lex Luthor finalmente havia aparecido, tendo terminado qualquer projeto secreto que ele tinha se envolvido nos últimos dias, e isso significava que ela podia aproveitar aquela chance não só para provar sua superioridade, mas também para atiçar seu Consorte, afim de que ele viesse prestigiar naquela noite o seu Templo no corpo dela. Com seu LightWhip, um chicote de luz que lhe havia sidon presenteado pelo Patriarca Lionel, ela deixou a lâmina flexível dourada girar de forma selvagem, em meio aos droids que haviam sido desembarcados pelas shuttles vindas dos Cruzadores…

  • Luthors não recuam frente ao inimigo!!! – Ellen bradou, após cortar ao meio meia duzia de droids – AVANÇAR!!!

Os Centuriões do Consórcio Luthor que haviam sido relocados do setor diplomático para o Centro 15 avançaram, cegos pela doutrinação desumana que fazia parte do treinamento padrão imposta a eles. Lex observava mais atrás sua consorte prodígio, tão disposta a se provar, um instrumento perfeito para seus esquemas de poder. Ele olhou de relançe para seu holocomm, onde um de seus assassinos lhe informou, numa transmissão encriptada e utilizando diálogo em código, que o segundo time que Ele tinha no local estava prosseguindo de forma satisfatória na missão clandestina deles. Lex olhou satisfeito, desligando o Holocomm ao mesmo tempo que ele esmagava a laringe de um dos rebelados, que estava impotente para reagir à Força manipulada pelo líder do Consórcio.

Mais acima, em outra ponte de acesso à prisão, Allan Al-Lugger, Igor Katarn, Tamires Darklighter, Lana Kenobi, Thiago Solo, Lais Tachi, Paulo Jinn e Roma Al-Mundi batalhavam, em meio aos corpos de guardas e presos, os rebelados que podiam usar a Força…. Cavaleiros Jedis e Cavaleiros Imperiais nunca olharam olho no olho desde a formação do Império Kryptonian-Coruscanti, mas quaisquer diferenças que eles pudessem as duas Ordens ficavam em segundo plano quando eles tinham de lutar contra centenas de criminosos perigosos…

  • Pelo Império!!! – Paulo Jinn gritou, avançando contra um grupo de criminosos.

  • Pelo Império!!! – Tamires Darklighter concordou, saltando de encontro ao maior deles…

  • Pela… Aliança? – Thiago Solo falou, meio desconfiando do aparente fanatismo dos dois Imperiais…

  • Sem piadas, Solo!!! – Tais Tachi falou, de forma reprovada, confrontando um dos presos.

Thiago rebateu alguns disparos e saltou contra dois criminosos, desviando de outros disparos, girando no chão e se colocando de joelhos ao mesmo tempo que ele cortava os rifles de seus adversários, e usando a Força para saltar alto o suficiente para chutar os dois na cara ao mesmo tempo, nocauteando-os…

  • Magra feita um Kaminoan já não ajuda, e ainda por cima mal-humorada desse jeito! E depois pergunta por que ainda não tem namorado – Thiago comentou, canalha.

Lais saltou de um parapeito pra outro, usando a Força para jogar para fora da ponte dois droids e na sequência dar uma joelhada certeira num prisioneiro que foi bater contra o corrimão, apagando com o impacto.

  • O que você quer dizer com isso? – Lais perguntou, indignada, com as duas mãos na cintura por um momento, e rebatendo disparos no momento seguinte.

  • Ganhar uns quilinhos e deixar de parecer com uma modelo anorexa talvez lhe deixasse mais simpática – Thiago falou, enquanto ele decapitava dois droids – Ou pelo menos lhe deixariam menos antipática.

  • Por que você não va… – Lais começou a falar, mas a foi interrompida:

  • LAIS! – Igor Katarn falou, alarmado, enquanto ele usava a Força para utilizar um poste de luz como bastão de baseball para fazer um homerun com um battledroid… – Modos, minha ex-padawan, modos…

Igor girou, depois de lançar o Battledroid para o horizonte, utilizando seu sabre para rebater os disparos de um droid contra um preso, e cortando o rifle e o braço que empunhava o rifle de outro preso, terminando de costas para Tamires Darklighter, que havia nocauteado dois Khundios, e agora estava rebatendo os disparos contînuos de dois Battledroids, utilizando seus braceletes…

  • Perdão por atrapalhar a conversinha de vocês, mas nós temos problemas adiante! – Tamires falou, com uma certa urgência na vóz.

  • Mil perdões, Minha jovem. – Igor falou, girando por cima dela, utilizando a Força para girar no ar, e pousando no meio dos battledroids, cravando seu lightsaber carregado de energia cinética no chão, arremessando os droids para longe.

Tamires olhou satisfeita, e acenou positivamente para o jedi.

  • Nada mal… – Darklighter falou.

  • Vultures as 3 horas!!!! – Roma Al-Mundi gritou.

A Mestra Jedi Twi’Lek saltou no ar, sacando seus dois sabres de luz, cortando os propulsores de dois dos veículos de ataque. Ela pousou ao mesmo tempo que Lana Kenobi utilizou a Força para mover-se de forma super-veloz, rebatendo os disparos de seis presos de volta contra eles, deixando o caminho livre para sua colega.

  • Nós precisamos de reforços aqui!!! – Kenobi gritou.

  • À Caminho!!! – Paulo falou, saltando no ar e chutando dois presos que voaram contra as colunas, caindo inconscientes…

Jinn ligou seu sabre de luz duplo, saltando a frente de Lana Kenobi, e lançando-o contra seus inimigos, ele manipulou o Sabre com a Força, fazendo-o girar como uma serra contra uma série de battledroids, cortando-os ao meio…

  • Alguém pare esses Vultures!! – Jinn falou, pegando de volta seu sabre de luz duplo.

Allan Al-lugger não respondeu em palavras… o Cavaleiro das Trevas saltou, abrindo sua capa, planando até um dos Vultures… utilizando sua agilidade super-humana, ele cortou a asa do primeiro dos caças com seu sabre de luz, saltando do primeiro, que caiu sem controle, para o segundo; ele permaneceu meio segundo, saltando centesimos antes do terceiro vulture disparar contra ele, acertando ao invés o segundo caça; Allan usou sua capa uma vez mais, cravando suas garras da braçadeira na fuselagem do vulture, e se segurando nele; o Cavaleiro das Trevas usou a Força para direcionar o vulture contra uma torre de artilharia em controle dos presos, e saltou na hora exata, pousando no chão ao mesmo tempo que o caça se chocou contra a torre, causando uma explosão…

  • Ok, eu estou impressionada. – Roma Al-Mundi falou.

  • Hah… Bat-boy. – Thiago comentou.

Mais atrás, Helena Amidala e suas guarda-costas, Brianna Whiteridge, Lois Naberrie e Lane Iblis, ajudavam Valéria Pellaeon, Will Wedge, Milton Ozzel, Chloe Sullivan, Winter Drax-Ul, Diogo Organa e Kristen Lang a detetizar o terraço onde eles estavam da praga dos battledroids.

  • Nós somos Líderes Galácticos, como é que nós continuamos nos metendo nessas furadas? – Diogo Organa perguntou, com um rifle blaster na mão, escorado contra o tanque virado, entre momentos que ele botava o braço pra fora, disparando as cegas.

  • O Exemplo veio de antes. – Chloe Sullivan falou, por trás do mesmo tanque ela com uma pistola blaster bem mais elegante e precisa, que ele usava para dar disparos por cima do tanque esporadicamente – Clark e Lois que acharam que serem líderes apenas não bastavam, eles tinham que participar tb…

  • Clark é Kryptonian e Lois Lane é uma mestra da Cavalaria – Helena respondeu, ela agachada do outro lado do Tanque , deitando-se de vez em quando dar um tiro certeiro com o mesmo tipo de pistola que sua predecessora. – Val, cadê nossos reforços?

Por trás da base de uma estátua, Valéria, Kristen e Will davam cobertura a Milton que estava tendo a ingrata missão de tentar colocar um comunicador de longa distância danificado para funcionar…

  • Ozzel, isso é pra hoje!! – Valéria reclamou, ao que ela quase perdeu a cabeça num disparo inimigo, mas devolveu com uma granada termal.

  • Coruscant não foi construída em um dia, sabia? – Ozzel falou, mais irritado com o fato da sua gambiarra não estar funcionando ainda

  • Você não precisa construir um planeta, Zorg-ward!! – Will falou, disparando contra uma torre de artilharia, para garantir que eles não pudessem virar o canhão deles contra o grupo.

  • Gritar não ajuuudaa… – Milton respondeu, sem dar muita bola…

  • Concentre o fogo contra aquele lança-morteiro! – Kristen deu as ordens, disparando ela mesma contra o alvo.

Mais, atrás, na escadaria que dava acesso ao terraço, Brianna, Lois, Lane e Winter tentavam segurar as hordas e impedir a invasão completa do terraço.

  • Lá vem mais dois brutamontes! – Lane falou, utilizando seu Electrostaff contra os droids, varrendo meia duzia deles num swing bem aplicado.

  • Já os ví! – Brianna respondeu, utilizando seu sabre de luz esmeralda para partir ao meio um battledroid que vinha rolando pelo corrimão. – Naberrie, esse é seu!

  • Com prazer! – Lois falou, disparando com seu mini-rifle blaster contra o battledroid, acertando-o em cheio – Nada mal para um quase-inválida.

  • Inválida” é um termo que certamente não se aplica à você, Srta. – Winter falou, utilizando seu sabre de luz cobalto para rebater disparos ao mesmo tempo que ela utilizava a Força para jogar as carcaças dos droids contra seus companheiros.

Brianna notou a forma elegante e maestral com que a serva desconhecida de Sullivan utilizava o sabre,desconfiada. Iblis e Naberrie porém ficaram impressionadas e satisfeitas em ter Winter do lado delas…

  • Uau, Winter… essa manobra foi incrível – Lane falou, ao mesmo tempo que ela cravava seu staff no crânio de um dos droids.

  • Obrigada – Winter respondeu, entre rebatidas com seu lightsaber

  • Nada mal para uma Ama… – Brianna falou, em meio ao ato de cortar as pernas de dois droids.

  • E guarda-costas, assim como vocês. – Winter respondeu, notando o tom desconfiado de Whiteridge.

  • Onde diabos está Jimmy? – Naberrie perguntou.

E onde diabos está Isaak e Vynn?’, Winter pensou, mas não falou.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em FW 1.0

2 Respostas para “E-I;C-2;Ato II-a

  1. Srtª Lois - Feh

    tenho que ler com calma!tem todo mundo aqui! ahahahahhaahahe todo mundo lutando do mesmo lado! :)que proeza!

  2. Helena

    Todo mundo unido!!!Que lindo!Mas tem mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s